quarta-feira, 8 de outubro de 2008

Repressão da Sublimação

O sublimar como ato criativo é fundamental para a saúde e boa disposição diante do mundo. No tocante do inconsciente, a repressão atua frente aos instintos. No ato civilizatório, o homem deixou de exercer grande parcela de seus instintos para se tornar um complexo ser social. A sublimação se tornou a consequência inevitável dessa nova constituição e evolução. É de se notar nos dias de hoje uma grande dificuldade das pessoas de se permitirem o florescer de suas capacidades e criatividades. A pergunta que quero deixar aqui é da ordem do caminho da libido. A libido em sua forma mais descatexizada pode tomar rumos os mais diversos possíveis na vida. Uma repressão de um objetivo de vida, de um desejo, da criatividade ainda nem descoberta não poderia ser tão prejudicial quanto à repressão contínua dos desejos sexuais não empreendidos ou desenvolvidos? A tal individuação já tão citada por Jung e outros pensadores, merece uma atenção melhor da parte de todos.

Caio Garrido

2 comentários:

Guilherme S. Zufelato disse...

Caio, muito bom seu texto! Estou aqui pensando sobre ele, e em sua pergunta... Bem interessante. Penso que sua pergunta é quase uma questão sem resposta, ou que a reposta dela seria que essas coisas não se "desligam", isto é, os obejtivos de vida, ou os desejos-sexuais (e aqui falamos no sexual freudiano) fazem parte de uma coisa só, que é sim, ligada à libino, claro!
bom, isso aí... não consegui responder sua pergunta... mas dei uma opinião.
abraços.rs

LFSSP disse...

OLHA, O FATO DE SER PREJUDICIAL OU NÃO, VAI DEPENDER DO SUJEITO.
AGORA, REPRESSAO DE ENERGIA, DA SEMPRE EM ALGUMA COISA.
MUITAS VEZES A ENERGIA TEM QUE SER REPRIMIDA E DESVIADA, PARA OUTROS FINS...TORCEMOS PARA QUE NAO SEJA UMA NEUROSE,E SE FOR, DA-LHE ANALISE